Depois de pouco mais de uma hora, acabou a reunião entre os autônomos e o governo sobre a tabela de fretes. Os motoristas pediram objetividade para o ministro, que então afirmou que a tabela funcionaria como uma referência e não poderia ser imposta, pois o País pratica a livre concorrência. A resposta não satisfez os motoristas autônomos, que não aceitaram a medida e prometem paralisações a partir das 23h59 de hoje.

Os representantes, principalmente dos estados do Sul e do Mato Grosso, afirmam já estarem se preparando para uma nova rodada de manifestações, novamente sem sindicatos ou entidades, e aconselham os demais motoristas a, desta vez, pararem em suas casas ou garagens.

Acompanhe as informações atualizadas diariamente pelo rádio no Globo Estrada.

Por Paula Toco

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here