terça-feira, outubro 27, 2020
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Veículos elétricos causarão sobrecarga de energia? Especialistas explicam

- Publicidade -

Os veículos elétricos já existem e especialistas defendem que é uma questão de tempo até que se tornem tão comuns quanto os veículos à combustão. Mas muitas pessoas têm receio de que uma transição para o elétrico sobrecarregue o sistema de energia das cidades.

energia simposio sae brasil
Imagem: SAE Brasil/Divulgação

Existe essa possibilidade? Especialistas do segmento, que discursaram no 8º Simpósio SAE Brasil de veículos elétricos e híbridos, evento que aconteceu em São Paulo na última terça-feira, 13, falaram sobre o assunto e garantiram: o Brasil tem energia de sobra para a chegada dos elétricos.

Leia também: Veículos elétricos podem gerar 100 mil empregos nos EUA, diz estudo

Onde está Brasil?

Analisar a posição do Brasil quanto às fontes de energia e emissão de gases poluentes é um caminho para entender como o mercado poderá reagir a chegada dos elétricos.

A transição dos veículos à combustão para veículos elétricos e híbridos (que misturam eletrificação e combustíveis fósseis) é motivada por tendências como a urbanização, concentração de pessoas nas cidades, mudanças demográficas e mudanças climáticas.

Falando de biocombustíveis, o Brasil possui a vantagens de ser o segundo maior produtor de etanol e biodiesel, ficando atrás apenas dos Estados Unidos.

A redução de emissão de gases poluentes é um dos pontos que motiva a transição para veículos com sistema elétrico ou híbrido. De acordo com Alexandre Sakai, que comanda o Segmento Automotivo e de Eletromobilidade da SIEMENS, o transporte é responsável por 21% das emissões. Em países europeus, os veículos são responsáveis pela maior parte das emissões.

Na verdade, de acordo com o diretor de Estudos do Petróleo, Gás e Biocombustíveis da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), José Mauro Coelho, 70% das emissões de CO² no Brasil vem do setor de florestas e uso da terra, ou seja, por meio do desmatamento.

Fontes de energia

energia

Além de ter mais possibilidades do uso biocombustíveis, como defende Coelho, o país tem outra vantagem. Paulo Maisonave, responsável por Mobilidade Elétrica na Enelx, a falta de energia por causa de carros elétricos é impossível.

Um fator que valida essa afirmação é o fato da matriz elétrica brasileira ser, em sua maioria, renovável. 36,2% da energia produzida no Brasil vem do Petróleo e derivados, 0,6% vem de outras fontes não renováveis, enquanto o restante vem de fontes limpas como hidráulica, gás natural e outros.

Essas características específicas tornam o Brasil um país com potencial para alternativas sustentáveis. Se há potencial, o que falta para os elétricos virarem realidade nas cidades brasileiras? É o que veremos nas próximas matérias.

Leia ainda: 9 ideias do presidente para o trânsito

 

Por Pietra Alcântara

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Você pode gostar
posts relacionados